O Patrono

Eng.º Acácio Calazans Duarte

calazans

Em 1990, a Escola escolheu para seu patrono o Eng.º Acácio Calazans Duarte, homem determinante na história desta escola e desta cidade, cuja história vale a pena referir.

Natural da vila de Aljezur, nasceu em 15 de Fevereiro de 1889, e efectuou os seus estudos secundários em Faro, os estudos superiores em Lisboa, e em Lausanne e Genève, onde se licenciou em Engenharia e se doutorou em Ciências Físico-Químicas.

Regressou a Portugal em 1919, desempenhando, entre outras, as funções de Chefe de Gabinete do Ministro do Comércio – Dr. Queiroz Vaz Guedes. Em 1924, num dos períodos críticos e decadentes da indústria vidreira na Marinha Grande, foi nomeado Administrador da Real Fábrica de Vidros desta cidade, onde desenvolveu uma acção notável como Administrador da fábrica, e como mentor cultural da região.

Radicou-se na Marinha Grande, com sua mulher, onde nasceu e vive o seu filho José Manuel Vaz Cintra de Calazans Duarte.

Em 1948, a convite do Governo, deslocou-se aos Estados Unidos da América para visitar a exposição de vidros e cristais, e posteriormente à Itália, para se informar da tecnologia do fabrico do cristal.

Convidou ainda artistas plásticos para a concepção de peças de vidro e cristal, entre eles, Pomar, Alice Jorge, Helena Matos, Carmo Valente e Relógio. O artista Alberto Nery Capucho, professor da Escola Industrial e Comercial da Marinha Grande, foi também o seu colaborador permanente e amigo.

Como exemplo da sua actuação, pode dizer-se ainda que dotou os operários de conhecimentos técnicos necessários para o perfeito desempenho da sua missão, foi sempre de grande compreensão para o pessoal da fábrica, e criou uma Cantina, uma Escola Primária, uma Caixa de Socorros Mútuos e um Teatro no local onde outrora existia o que Stephens mandara construir, para além de ter tido um papel importante no aparecimento do monumento a Guilherme Stephens, inaugurado em 1941.

O Eng.º Acácio Calazans Duarte, radicado na Marinha Grande, foi ainda director e professor na Escola Industrial e Comercial da Marinha Grande.

Faleceu em 31 de Maio de 1970 na Marinha Grande tendo sido sepultado no cemitério desta cidade.

Cinco anos antes da sua morte, em 27 de Abril de 1965, deliberou o Município da Marinha Grande por unanimidade, dar o nome de Eng.º Calazans Duarte à Praça Nova junto à Escola Industrial e Comercial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s